segunda-feira, 1 de janeiro de 2018

SABEDORIA ORIENTAL

Site: www.facebook.com.cacadoresdelendas/japao

MUSEUM TOYOTA AUTOMOBILE - PREFECTURE AICHI/JAPÃO





































Fotos de : Márcio Mancini Alves (Brasileiro Messiânico no Japão)

MOMENTO DE REFLEXÃO / MENSAGENS

“Que você Consiga”


“Que você consiga uma casa maior, mas que quase todos os cômodos fiquem por sua Família estar unida ao redor de uma única mesa.

Que você compre o carro dos seus sonhos, e descubra que ele pode ficar parado na garagem enquanto você caminha com a sua Família de mãos dadas pelo Parque.

Que você realize o desejo de comprar uma TV enorme, 3D com Home Theater, mas que ela permaneça desligada durante o jantar, para que você possa ouvir como foi maravilhoso o dia da sua Família.

Que sua Conta Bancária esteja satisfatoriamente recheada, mas, sobretudo, que você tenha em seu bolso uma quantia suficiente para fazer Donativo para seu próximo necessitado.

Que você tenha um excelente Plano de Saúde, mas que se esqueça que ele existe por não precisar usá-lo.

Que você Jante em badalados Restaurantes para descobrir que a maior Chefe que existe, cozinha todos os dias dentro da sua casa.

Que sua internet trafegue em altíssima velocidade, mas que sua melhor rede seja aquela pendurada entre duas árvores, onde você possa ouvir os pássaros cantarem.

Que você tenha um smartphone de última geração, mas que não precise usá-lo para dizer ás pessoas mais importantes da sua vida o quanto elas são especiais.

Que você tenha um Tablet, mas que use mais as pontas dos seus dedos para fazer cafunés do que para mandar e-mails. 

Que você possa comprar boas roupas, bolsas e relógios, mas que sua verdadeira marca seja a “Inspiração” deixada pelos lugares por onde passará.

“E que assim, conquistando tudo o que você sempre quis, você descubra que mais importante do que aquilo que você tem, é o que você faz com tudo o que conquistou”.





A Riqueza e a Pobreza 


Um dia, um pai de família rica levou seu filho para viajar para o interior com o firme propósito de mostrar quanto as pessoas podem ser pobres. 

Eles passaram um dia e uma noite na fazenda de uma família muito pobre. 

Quando retornaram da viagem, o pai perguntou ao filho: 

"- O que achou do que viu?" 

O filho respondeu: 

"- Foi muito legal, Pai! 

- Você viu como as pessoas pobres podem ser? 

O Pai perguntou. 

"- Sim." - respondeu o filho. 

"-E o que você aprendeu?" - o pai perguntou. 

O filho respondeu: 

"- Eu vi que nós temos um cachorro em casa e eles têm quatro." 

"- Nós temos uma piscina que alcança o meio do jardim e eles têm um riacho que não tem fim." 

"- Nós temos uma varanda coberta e iluminada com luz e eles têm as estrelas e a lua." 

"-Nosso quintal vai até o portão de entrada e eles têm uma floresta inteira." 

Quando o pequeno garoto estava acabando de responder, seu pai ficou estupefato. 

Seu filho acrescentou: 

"- Obrigado pai, por me mostrar quanto pobres nós somos!" 

Não é verdade que tudo depende da maneira como você olha para as coisas? 

Se você tem amor, amigos, família, saúde, bom humor e atitudes positivas para com a vida, você tem tudo!



LIÇÕES DE VIDA / MENSAGENS

Assim eu Vejo a Vida

A vida tem duas faces:

Positiva e negativa

O passado foi duro

Mas deixou o seu legado

Saber viver é a grande sabedoria

Que eu possa dignificar

Minha condição de mulher,

Aceitar suas limitações

E me fazer pedra de segurança

Dos valores que vão desmoronando.

Nasci em tempos rudes

Aceitei contradições

Lutas e pedras

Como lições de vida

E delas me sirvo

Aprendi a viver. 


(Cora Coralina)



A Vida não tem Manual 


Sabe qual é o grande mistério da vida? É que só se aprende a viver, vivendo. E cada vida é única! Seria muito fácil se os erros da vida dos outros e os aprendizados pudessem transferidos de pessoa em pessoa. Acontece que errar faz parte da vida, só não erra quem nada faz. 

O grande problema de errar é ver nos erros um fracasso de onde nenhuma lição se pode tirar. São os erros que cometemos que faz de cada um de nós pessoas singulares, únicas. Muitas vezes nos apegamos tanto aos erros, que passamos a vida tentando corrigi-los sem nunca parar para pensar o que podemos aprender com os erros e como acertar da próxima vez. 

O tempo não para. A vida não volta atrás. E vamos continuar errando. Só não podemos nos dar o luxo de cometer sempre os mesmo erros. Há muitas maneiras diferentes de errar, e cada uma nos traz uma lição. A vida não vem com manual, e se pudéssemos escrever um manual no fim da vida, não serviria para ninguém além de nós mesmos. Todos são diferentes. 

Não se condene pelos maus passos que deu no passado. Mas olhe para trás, veja onde está pisando e escolha muito bem o seu caminho no futuro. 

Uma das Melhores Lições de Vida 

Há alguns anos, nas olimpíadas especiais de Seattle, nove participantes, todos com deficiência mental, alinharam-se para a largada da corrida dos 100 metros rasos. 

Ao sinal, todos partiram não exatamente em disparada, mas com vontade de dar o melhor de si. Um dos garotos tropeçou no asfalto, caiu e começou a chorar. Os outros oito ouviram o choro. Diminuíram o passo e olharam para trás. Então viraram e voltaram. Todos eles. Uma das meninas com Síndrome de Down ajoelhou, deu um beijo no garoto e disse: "Pronto, agora vai sarar". E todos os noves competidores deram os braços e andaram juntos até a linha de chegada. O estádio inteiro levantou e os aplausos duraram muitos minutos... 

Talvez os atletas fossem deficientes mentais, mas com certeza, não eram deficientes espirituais... Isso porque, lá no fundo, todos nós sabemos que o que importa nesta vida, mais do que ganhar sozinho é ajudar os outros a vencer, mesmo que isso signifique diminuir os nossos passos... 

(Mensagens Todo Dia) 





MENSAGENS DE FILOSOFIA/LITERATURA

Eu tenho saudades de tudo que marcou a minha vida.


“Sinto saudades da minha infância, do meu primeiro amor, do meu segundo, do terceiro, do penúltimo e daqueles que ainda vou vir a ter, se Deus quiser. Sinto saudades do presente, que não aproveitei de todo, lembrando do passado e apostando no futuro. Sinto saudades do futuro, que se idealizado, provavelmente não será do jeito que eu penso que vai ser. Sinto saudades de quem me deixou e de quem eu deixei de quem disse que viria e nem apareceu…”

Eu tenho saudades de tudo que marcou a minha vida…

Quando vejo retratos, quando sinto cheiros, quando escuto uma voz, quando me lembro do passado, eu sinto saudades. Sinto saudades de amigos que nunca mais vi, de pessoas com quem não mais falei ou cruzei. Sinto saudades da minha infância, do meu primeiro amor, do meu segundo, do terceiro, do penúltimo e daqueles que ainda vou vir a ter, se Deus quiser. Sinto saudades do presente, que não aproveitei de todo, lembrando do passado e apostando no futuro. Sinto saudades do futuro, que se idealizado, provavelmente não será do jeito que eu penso que vai ser. Sinto saudades de quem me deixou e de quem eu deixei, de quem disse que viria e De quem apareceu correndo, sem me conhecer direito, de quem nunca vou ter a oportunidade de conhecer. Sinto saudades dos que se foram e de quem não me despedi direito; daqueles que não tiveram como me dizer adeus; de gente que passou na calçada contrária da minha vida e que só enxerguei de vislumbre; de coisas que eu tive e de outras que não tive mas quis muito ter; de coisas que nem sei que existiram mas que se soubesse, de certo gostaria de experimentar. Sinto saudades de coisas sérias, de coisas hilariantes, de casos, de experiências. Sinto saudades do cachorrinho que eu tive um dia e que me amava totalmente, como só os cães são capazes de fazer, dos livros que li e que me fizeram viajar, dos discos que ouvi e que me fizeram sonhar, das coisas que vivi e das que deixei passarem, sem curtir na totalidade.

Quantas vezes têm vontade de encontrar não sei o que, não sei aonde, para resgatar alguma coisa que nem sei o que é e nem onde perdi… Vejo o mundo girando e penso que poderia estar sentindo saudades em japonês, em russo, em italiano, em inglês, mas que minha saudade, por eu ter nascido brasileiro, só fala português embora, lá no fundo, possa ser poliglota. Aliás, dizem que se costuma usar sempre a língua pátria, espontaneamente, quando estamos desesperados, para contar dinheiro, fazer amor e clarear sentimentos fortes, seja lá em que lugar do mundo esteja.

Eu acredito que um simples “I Miss You”, ou seja lá como possamos traduzir saudade em outra língua, nunca terá a mesma força e significado da nossa palavrinha. Talvez não exprima, corretamente, a imensa falta que sentimos de coisas ou pessoas queridas. E é por isso que eu tenho mais saudades, porque encontrei uma palavra para usar todas as vezes em que sinto este aperto no peito, meio nostálgico, meio gostoso, mas que funciona melhor do que um sinal vital quando se quer falar de vida e de sentimentos. Ela é a prova inequívoca de que somos sensíveis, de que amamos muito do que tivemos e lamentamos as coisas boas que perdemos ao longo da nossa existência.

Sentir saudades, é sinal de que se está vivo e a vida, mesmo com tantas saudades, depois dos amigos, é o bem maior que possuímos.

Texto atribuído à Clarice Lispector, mas as fontes são imprecisas




A importância de ensinar a criança sobre a finitude da vida 

Uma das informações que adquirimos, já no início da nossa vida, é a de que o Universo é infinito, porém quase nunca alguém nos informa de que a vida é finita. A falta dessa informação deixa um vazio na mente da criança ou pelo menos uma distorção da realidade. No caso do vazio, ele é preenchido pela esperança de buscar a eternidade, supostamente existente no Universo. No caso de distorção da realidade, entram explicações as mais esdrúxulas que tomam o pensamento em substituição a informação escondida de nossa finitude.

Mais ainda, como conseqüência de um saber negado se cria um desequilíbrio emocional no indivíduo quando ele começa a ver as primeiras mortes de seus parentes, vizinhos e conhecidos, tão perto de si.

Então, a constatação da finitude que deveria ser natural produz um trauma existencial, representado pelo medo. Pior é que o medo não nos deixa ver sua origem real, passando a ser vivenciado como conseqüência da nossa falta de liberdade, produzindo uma verdadeira confusão entre o medo de morrer e o medo de perder o prazer do corpo. Mais ainda, como o nosso eu tem a função de gerenciar o prazer e o desprazer da sua própria libido, a ausência de informações ou informações mentirosas acarretam dificuldades no seu gerenciamento principalmente do prazer. O ser humano se constitui pelo saber do outro, mas essa constituição usa como tijolo do seu alicerce, as emoções que criança desenvolve a partir do contato físico como o outro, especialmente da mãe ou sua substituta.

Essas emoções desenvolvidas pelo corpo da criança obrigatoriamente energizarão palavras – significantes com seus respectivos significados – que as representarão no simbólico pelo resto de sua vida. Tal fato impõe aos pais e formadores de crianças e jovens a primazia da honestidade e da transparência de suas informações, sob pena de distorcer a realidade, na qual o futuro adulto tomará suas decisões de vida social e dotará em seu comportamento valores quase inquebrantáveis.

O desenvolvimento civilizatório da humanidade depende de que substituamos a esperança falida de infinitude das pessoas pela diminuição do espaço de tempo entre o consciente e o inconsciente, entre as emoções e o pensamento, entre o prazer e o desprazer, entre a vida e a morte, pois é neste espaço vazio que proliferam nossos devaneios, ilusões e uma exacerbada ficção que nos limitam a vivencia do corpo, energizado pela pulsão.

Se quisermos construir um mundo melhor, tratemos de preencher as lacunas do nosso saber, com pensamentos cada vez mais perto da realidade, sem distorções e principalmente sem mentiras.



Autografia Editora. Carlos é escritor, psicanalista, ambientalista e cooperativista. A sua produção literária sempre se pautou pela discussão em torno da liberdade. São de sua autoria os livros: O Caminho da Dignidade Humana; Desenvolvimento Sustentável; A Casa de Rendez-Vous; Plataforma; Era uma vez no Brasil e Pare de Se Culpar.

MENSAGENS DE AUTO AJUDA

O Riacho e o Pântano


Era uma vez, um riacho de águas cristalinas,

Muito bonito, que serpenteava entre as montanhas.

Em certo ponto de seu percurso,

Notou que a sua frente havia um pântano, por onde deveria passar:

Olhou, então, para Deus e protestou: “Senhor, que castigo!...”.

Eu sou um riacho tão límpido, tão formoso

E você me obriga a um pântano sujo como este? Como faço agora?”“.

Deus respondeu:

“Isso depende da sua maneira de encarar o pântano”.

Se ficar com medo, você vai diminuir o ritmo do seu curso,

Dará voltas e inevitavelmente acabarás misturando suas águas com as do pântano,

O que o tornará igual a ele.

Mas, se você o enfrentar com velocidade, com força, com decisão,

Suas águas se espalharão sobre ele,

A umidade as transformará em gotas que formarão nuvens,

E o vento levará essas nuvens sobre o oceano. Ai, você as transformará em mar. ““.

Assim é a vida...

As pessoas engatinham nas mudanças...

Na maioria das vezes quando ficam assustadas, paralisadas, pesadas,

Tornam-se tensas e perde a fluidez, a força...

É preciso entrar pra valer nos projetos da vida, até que o rio se transforme em mar.

Se uma pessoa passar a vida toda evitando o sofrimento,

Também acabará evitando o prazer que a vida oferece.

Há milhares de tesouros guardados em lugares onde precisamos ir para descobri-los.

Há tesouros guardados num projeto, numa praia deserta, nas montanhas,

Numa noite estrelada, numa viagem inesperada, numa busca desejada...

O mais importante é ir ao encontro deles...,

Ainda que isso exija uma boa dose de coragem e desprendimento

Não procure sofrimento. Mas, se ele fizer parte da conquista, enfrente-o e supere-o.

Arrisque, ouse, avance na vida. Ela é uma aventura gratificante para quem tem coragem

De arriscar.


(Desconheço a Autoria)






Direcione seu Olhar 


Quando estiver em dificuldade e pensar em desistir, 

OLHE PARA TRÁS 

E lembre-se dos obstáculos que já superou. 

Se tropeçar e cair, levante, não fique prostrado, 

OLHE PARA FRENTE 

e esqueça o passado. 

Ao sentir-se orgulhoso por alguma realização pessoal, 

OLHE PARA DENTRO 

e sonde suas motivações. 

Antes que o egoísmo o domine, enquanto seu coração é sensível 

OLHE PARA OS LADOS 

e socorra aos que o cercam. 

Na escalada rumo às altas posições, no afã de concretizar seus sonhos, 

OLHE PARA BAIXO 

E observe se não está pisando em alguém. 

Em todos os momentos da vida, seja qual for sua atividade, 

OLHE PARA CIMA 

E busque a aprovação de DEUS! 

E SIGA EM FRENTE


(Desconheço a Autoria)

URGÊNCIA NA FORMAÇÃO DE EFICIENTES MINISTRANTES DE JOHREI

Urgência na Formação de Eficientes Ministrantes de Johrei 


O passo inicial para formação de eficientes ministrantes de johrei é o esclarecimento sobre o que é a Doença. Como a base fundamental para e estabelecimento do Mundo de Miroku é a eliminação das Doenças da Humanidade inteira, o trabalho inicial deve ter como profundo das causas das doenças.

É notório que, a cada dia, apareçam novos medicamentos e novos métodos de cura bem como modernas técnicas cirúrgicas. Essas descobertas continuam iludindo pesquisadores, médicos e também próprio povo. É uma superstição que precisa ser destruída por completo.

Entretanto a eliminação total desse erro só vai ser concretizada quando, pelo aumento da intensidade do espírito do fogo (johrei) esse engano ficar evidente. Hoje, já se percebe que a força da purificação está aumentando e, como conseqüências subitamente surgem várias e diferentes doenças. Por isso, estou alertando com antecedência, para que não haja tantas vítimas.

O que está atualmente acontecendo no mundo já é assustador, mas nada poderá ser comparado ás ocorrências futuras que serão extremamente alarmantes, algo além da nossa imaginação. Devemos, pois estar preparados para tais eventualidades a fim de que possamos socorrer o maior número possível de pessoas. 

Todos os Membros de hoje são, na verdade, as pessoas que Deus chamou e as está preparando interiormente para torná-las verdadeiros profissionais do johrei. É esse, então, no momento, o trabalho mais importante a que cada um de vocês deve dedicar-se com afincos. Vocês precisam tornar-se pessoas qualificadas. Devem atingir um nível tão alto de compreensão dos Ensinamentos, de tal modo que possam ser considerados como Bacharéis e Doutores. Procurem, pois estudar para conquistar esse nível. 


Qualificação Espiritual

Para sabermos se temos ou não qualificação espiritual, basta observarmos se os acontecimentos da nossa vida estão ocorrendo conforme os nossos desejos. Se, porém, as coisas não ocorrem como a gente quer, é sinal de que ainda não estamos qualificados espiritualmente. 

Quando o nosso espírito estiver purificado, aí sim, todos os nossos desejos começam a ser realizados naturalmente. Foi assim que Deus criou o mundo. Então, o fato de não conseguirmos concretizar aquilo que almejamos significa que ainda temos muitas nuvens no corpo espiritual. Portanto, nosso objetivo essencial deve ser a eliminação dessas nuvens, não necessariamente através do sofrimento, mas ao contrário, com muita alegria. Por isso é preciso devotamento muito esforço para salvarmos o maior número possível de pessoas. Com essa atitude, todos nós receberemos sempre muita luz e nossa alma será purificada pelo sentimento de gratidão emanada por aqueles a quem prestamos auxílio espiritual. Não pela pratica do ascetismo, mas em conseqüência de estarmos promovendo a felicidade dos nossos semelhantes.

Para podermos realizar plenamente um eficiente trabalho de salvação, de ajuda aos outros, precisamos, antes de tudo, aprender a explicar os Ensinamentos e também a ministrar o johrei corretamente. Torna-se, pois, indispensável ler várias vezes os Ensinamentos, procurando entender a verdade sobre todas as coisas pensamentos, ações, acontecimentos, atitudes, etc. 

Agindo assim, ou seja, estando sempre disponíveis a aceitarmos o princípio certo, segundo o qual devemos pautar nossas vidas, estaremos constantemente purificando nossas almas e, ao mesmo tempo, ganhando força para podermos realizar, com dignidade, o trabalho de salvação e de ajuda a todos que nos solicitarem. Nossa alam será pois, elevada á medida que estivermos proporcionando alegria e bem-estar aos outros, empenhados na Salvação da Humanidade.


Fonte: Ensinamentos de Meishu-Sama 

“A Arte do Johrei”

Tradução: Minoru Nakahashi – Ano: 2000
Lux Oriens Editora Ltda. – São Paulo/SP.
1 edição: Dezembro/200 – 2 edição; Fevereiro/2000
3 edição: maio/2001 – 4 edição: Maio/2003